Ajudar as organizações a subir na Web
Menu
PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Inscrição na Digital Marketers - Associação de Marketing Digital

Saber mais sobre o Workshop SEO

Como baixar a Taxa de Rejeições no Google Analytics

Na realidade, iremos ver como baixar a Taxa de Rejeições NOS NOSSOS SITES, refletindo-se isso, naturalmente, nos sistemas de Analytics.

Se tivéssemos de escolher apenas uma métrica das várias que nos proporciona o Google Analytics, a Taxa de Rejeições seria, sem dúvida, a escolhida.

 

Taxa de Rejeições

Taxa de Rejeições:
Rejeição = uma única page view numa visita.
Exemplos

  1. Um visitante clica num link do site enviado por um amigo, lê as informações na página e abandona o site.
  2. Um visitante acede à página inicial, fica um ou dois minutos e sai imediatamente.
  3. Um visitante vem duma pesquisa na web para uma página do site, deixa a página disponível no browser enquanto realiza outras tarefas o tempo limite da sessão é atingido (30 min.).

 

Recentemente concluímos um projeto de SEO (otimização para os motores de busca), tendo obtido resultados assinaláveis.

De início, focámo-nos na métrica que considerámos mais preocupante: uma Taxa de Rejeições na ordem dos 80%.

Visualizações vs Taxa de Rejeições

 

Através de vários processos que explicaremos abaixo, conseguimos reduzir de a taxa de rejeições de 80,6% para 9,56%.

Taxa de Rejeições - Comparativo

 

E do tráfego proveniente das campanhas do Google AdWords conseguimos baixar a Taxa de Rejeições de 90% para 0,00% (ver imagem de baixo).

Taxa de Rejeições - Google Adwords

 

O que é uma taxa de rejeições boa, normal ou má?

Com base na minha experiência de optimização e gestão de projectos no canal Web desde 1999, qualifico assim os seguintes valores:

  • Uma taxa de rejeições excelente situa-se abaixo de 20%.

  • Uma taxa de rejeições boa centra-se entre 20% e 30%.

  • Uma taxa de rejeições média centra-se entre 30% e 40%.

  • Uma taxa de rejeições situa-se acima de 40%.

  • Uma taxa de rejeições problemática é aquela que ultrapassa os 50%.

 

“A minha observação pessoal é de que é realmente difícil obter uma taxa de rejeições abaixo dos 20%, qualquer coisa acima dos 35% é razão para preocupação e acima de 50% é profundamente preocupante”.
Avinash Kaushik

 

“Mais do que 50% é vermelho — requer atenção urgente, 20-30% é amarelo — significa que há melhorias potenciais, e menos de 20% é verde — está tudo livre.”
Brian Clifton

 

“A taxa de rejeições típica dum blog varia entre 60% a 80%.”
Dave Chaffey

 

É óbvio que uma taxa de rejeições num site tipo dicionário, blogue ou notícias, em que a maioria do conteúdo que interessa ao utilizador está numa página apenas, pode perfeitamente ter 85% ou mais, sem que isso seja considerado negativo, pois o site cumpriu o seu propósito.

 

Por que motivos ocorrem taxas de rejeição elevadas?

Os sites podem ter taxas de rejeição elevadas pelos seguintes motivos:

  • Páginas que não ‘falam’ ao nosso ‘target’;
  • Páginas com layout e conteúdo confusos;
  • Campanhas externas que apontam para a Homepage;
  • Posicionamento elevado nas páginas dos motores de busca por keywords que não estão directamente relacionadas com ‘core’ do site;
  • Expectativas dos visitantes do site não foram correspondidas;
  • Ausência de ferramentas “call-to-action”;

Medidas adotadas neste projeto de SEO

Para obter a redução da preocupante Taxa de Rejeição - de 80% para 10% nos resultados orgânicos e de 90% para 0,00% no Google AdWords - adotámos as seguintes medidas:

  1. Eliminámos das campanhas AdWords as keywords que registavam no site taxas de rejeição elevadas – pelo menos até termos identificado a causa;
  2. Identificámos deficiências no site através das keywords com altas taxas de abandono.
    Nuns casos foram criados conteúdos dentro dos temas com melhor desempenho, noutros melhorámos a navegabilidade, por exemplo, oferecendo informação relacionada.

Ver o artigo original: Como baixar a Taxa de Rejeições no Google Analytics (Nota: abrirá outra janela)

 
Poderá também ter interesse em: