Ajudar as organizações a subir na Web
Menu
PWM is a Hootsuite Partner

Hootsuite Solution Partner

Inscrição na Digital Marketers - Associação de Marketing Digital

Saber mais sobre o Workshop SEO

3º Digital Drink Porto

7º Digital Drink Lisboa

Como fazer uma loja online em 15 passos

Anda com uma ideia a germinar no seu ouvido já há algum tempo para vender produtos online. Para isso precisa de criar um site e outras coisas “informáticas”, financeiras e logísticas de que não tem a mínima ideia como se fazem.

Depois de ler este passo-a-passo deverá encarar com outros olhos o processo de criação de lojas online.

Neste artigo veremos os seguintes aspectos:

   Passo 1 - Pesquise o mercado
   Passo 2 - Pesquise palavras-chave
   Passo 3 - Faça benchmarking
   Passo 4 - Escolha um domínio vencedor
   Passo 5 - Registe o seu domínio
   Passo 6 - Decida como vai expedir os seus produtos
   Passo 7 - Escolha a tecnologia da sua loja online
   Passo 8 - Escolha uma empresa de alojamento
   Passo 9 - Prepare a informação do seu produto
   Passo 10 - Crie uma conta bancária comercial
   Passo 11 - Abra uma conta Paypal
   Passo 12 - Crie o seu site de e-Commerce
   Passo 13 - Teste o seu site
   Passo 14 - Promova o seu site
   Passo 15 - Controlo de qualidade

Passo 1 – Pesquise o mercado

Assegure-se de que existe procura para os produtos ou serviços que se propõe vender. Não espere pelo fim de todo o projecto de criação da sua loja online para concluir que afinal não existe mercado para a sua oferta.
A Internet proporciona-lhe ferramentas ímpares para extrair informação sobre potenciais clientes, concorrentes, fornecedores, etc.

 Pesquise o Mercado para lojas online

O Google Insights, por exemplo, pode indicar-lhe o interesse manifestado pelas pesquisas efectuadas ao longo do tempo, podendo assim comparar vários itens e analisar as previsões de crescimento, sazonalidade, termos relacionados e várias outras coisas.

 

Passo 2 - Pesquise palavras-chave

Esta fase será a que mais marcará o sucesso ou fracasso do seu projecto na Web.
Insira no Google as expressões que considera serem utilizadas pelos seus potenciais clientes.
Observe o número de páginas indexadas pelo Google para perceber se o termo é muito concorrido ou não.
Esteja atento aos termos relacionados que o Google apresenta no fim da página de resultados para ter ideias sobre outras keywords.
Pode ainda utilizar o Google Keywords Tool para verificar o interesse por temas relacionados com o negócio que pretende lançar na Net.
No exemplo de baixo introduzimos os termos “rosas” e “túlipas” e o sistema apresentou-nos centenas de termos pesquisados no Google, bem como a concorrência existente entre os anunciantes do Google AdWords.

Palavras-chave para lojas online

 

Passo 3 – Faça benchmarking

Verifique o que fazem os seus concorrentes e registe as melhores práticas, tentando superá-los.
Melhor: verifique boas práticas em aspectos específicos que gostaria de ter na sua loja online, independentemente do ramo de actividade.
Impeça-se de fazer igual. Tente diferenciar-se o mais possível, apresentando opções que justifiquem que os clientes o escolham a si e não aos seus concorrentes.

 

Passo 4 – Escolha um domínio vencedor

Para quem não está familiarizado, nome de domínio é o termo que identifica o nosso site na Web.
Exemplos: google.com ou rtp.pt.
Resista à tentação de colocar o nome da sua empresa, salvo se ele contiver keywords relacionadas com a sua actividade.

Dicas:

  • Como NÃO fazer:
    Não coloque no seu nome de domínio coisas como SilvaSilva.com; deixe isso para os seus concorrentes.
  • Como fazer:
    Se, por exemplo, vende livros, coloque essa palavra no domínio. Qualquer coisa do género: livros-raros.com, livros-tecnicos.com, ou livros-receitas.com.
    Se a expressão que pretende para o seu domínio já estiver registada, tente utilizar variações através da introdução ou supressão de hífenes, por exemplo.

 

Passo 5 – Registe o seu domínio

Os nomes de domínio têm de ser registados. À entidade que procede ao registo de domínios dá-se o nome de Registrar.
Escusamo-nos de indicar aqui operadores no mercado, pois uma simples busca no Google resolve a questão. No meu caso pessoal tenho preferido por lidar com registrars americanos, devido ao preço e à simplicidade dos processos.
Atendendo ao baixo valor implicado (cerca de 8,00 Euros/ano por domínio), pondere adquirir domínios TLD (Top Level Domain) relacionados para vedar o acesso a concorrentes quando o seu negócio florescer. Exemplo: se registou um domínio com o TLD “.com”, reflicta se há vantagens em registar o mesmo nome com o TLD “.net”, ou “.org”.

 

Passo 6 – Decida como vai expedir os seus produtos

Um sistema de entrega das suas mercadorias deficiente ou dispendioso pode condenar ao fracasso o seu projecto online, mesmo que atrasos, extravios ou danos nos produtos não sejam da sua responsabilidade directa.
Para além dos preços, compare os prazos de entrega, bem como os métodos de tratamento de reclamações e a qualidade do atendimento ao cliente.
Pesquise na Net a reputação do transportador. Verifique se há comentários ou reclamações que o possam pôr em alerta, evitando assim entregar uma das partes mais importantes da qualidade do seu projecto a um transportador incompetente.
Dedique MUITA atenção a este assunto.

 

Passo 7 – Escolha a tecnologia da sua loja online

Uma loja online consiste basicamente num software que actua como interface entre o seu site e a infra-estrutura que permite aos clientes escolher os produtos, rever as suas escolhas, fazer as necessárias modificações e proceder ao pagamento.
Há várias empresas, como a PWM, que lhe oferecem plataformas já preparadas, bastando-lhe pouco mais do que inserir os seus produtos, escolher o transportador e a forma de receber os pagamentos.
Para além de ponderar nos custos da solução, deverá assegurar-se de que existem recursos para cálculo automático dos portes e dos impostos aplicáveis. Também deve optar por sistemas que permitem efectuar promoções, descontos, e outras formas de fidelização de clientes.

 

Passo 8 – Escolha uma empresa de alojamento

Seguem alguns aspectos a ter em conta quando escolher o alojamento para o seu site:

  • Limite do espaço em disco
  • Limite do tráfego mensal
  • Contas de email
  • Autoresponders
  • Estatísticas do site
  • Base de dados
  • Apoio ao cliente
  • Preço

Custo: prepare-se para pagar um valor mensal ou anual pelo serviço. No caso de optar por um alojamento que lhe disponibiliza a própria plataforma de e-commerce, provavelmente irão cobrar-lhe uma mensalidade. Se apenas vai usar o alojamento para instalar a sua própria ferramenta de e-commerce, provavelmente só pagará uma anuidade.
Verifique se o sistema de Shopping Cart que escolheu e a empresa de alojamento são compatíveis.
Dado que a segurança é um dos factores críticos de sucesso das lojas online, assegure-se de que o alojamento lhe permite o sistema de encriptação SSL (Secure Sockets Layer).

 

Passo 9 – Prepare a informação do seu produto

Nesta fase pode ser útil organizar os seus dados numa folha de Excel. As colunas a criar deverão ser:

a) Categorias e subcategorias. Exemplo: Bebidas > Águas
b) Opções dos produtos. Exemplo: Cores e Tamanhos
c) Referência numérica do artigo
d) Descrição do produto
e) Imagem do produto
f) Preço do produto
g) Cálculo dos portes
h) Cálculo dos impostos

Lembre-se que só é possível a sua loja ter sucesso online se fornecer informação abundante e com qualidade para permitir aos visitantes escolherem facilmente os seus produtos.
Descreva separadamente as características, vantagens e benefícios de cada produto. Se possível, inclua várias fotografias de ângulos diferentes.
Caso tenha muita informação sobre os produtos (o que será excelente) verifique se a sua loja online tem uma modalidade para apresentá-la por separadores (imagem em baixo).

Informação de produtos nas lojas online

 

Passo 10 – Crie uma conta bancária comercial

Para gerir transacções financeiras online precisa de duas coisas:
1.Criar uma conta bancária para movimentar os fluxos financeiros dos seus negócios;
2.Criar um “gateway de pagamento” e registar-lhe a sua conta bancária.

 

Passo 11 – Abra uma conta Paypal

Pode optar por uma solução para pequenos negócios colocando um carrinho de compras PayPal, sem se preocupar com sistemas mais complexos de e-Commerce. Porém, se quiser uma loja robusta e profissional, a conta criada no PayPal servirá para configurar o seu “gateway de pagamento”.
Num caso ou noutro ficará habilitado a aceitar pagamentos online, por cartão de crédito ou outros meios.
A conta é gratuita e o PayPal tem suporte e documentação de qualidade para o apoiar.

Abra uma conta Paypal para as lojas online

 

Passo 12 – Crie o seu site de e-Commerce

Decida que páginas quer ter no seu site. Nomeie os links de navegação de acordo com as categorias principais que irá ter.
Se a sua loja online for grande, separe o menu institucional (Quem Somos, Contactos, Localização…) do menu dos produtos. Se não for muito grande pode criar um menu híbrido.
Seguem algumas sugestões:

  • Home
  • Categoria 1
  • Categoria 2
  • Categoria 3
  • Categoria 4
  • Categoria 5
  • Categoria 6
  • Sobre nós
  • FAQ
  • Glossário
  • Contactos
  • Mapa do Site

Pode tirar mais ideias para a sua loja online em: Que páginas deve ter o meu site?

Outros aspectos a considerar:

  1. Deve conceber um design consistente, com a mesma estrutura de navegação em todas as páginas, e leve (i.e. deixe os designs tipo castelo medieval ou Guerra das Estrelas para os seus concorrentes…).
  2. A Home deve incluir um sumário dos produtos que oferece no seu site.
  3. Lembre-se de incluir texto nas suas páginas. Os motores de busca desvalorizam nos seus rankings páginas só com imagens ou animações.
  4. Inclua formulários de preenchimento fácil em todas as páginas, para facilitar o relacionamento com os seus visitantes.
  5. Inclua uma página com as condições gerais de venda online, em que sejam indicadas as políticas de reembolso, expedição, garantias, tratamento de reclamações, etc.

Passo 13 – Teste o seu site

Depois de fazer upload dos conteúdos para o servidor, verifique cuidadosamente o seu site, testando, pelo menos, estes parâmetros:

  • Funcionamento correcto dos links
  • Compatibilidade com os vários browsers
  • Resolução do ecrã
  • Validação html/xhtml
  • Funcionamento dos formulários
  • Tempo de carregamento do site

Passo 14 – Promova o seu site

Você não fará vendas se não promover activamente o seu site.
Um dos aspectos mais importantes para que o seu site seja indexado e bem classificado pelos motores de busca prende-se com os conteúdos. Quanto mais e melhores forem os seus conteúdos mais facilmente as suas páginas aparecerão à frente dos seus concorrentes nos motores de busca.
Outra maneira de obter bons rankings e aumentar a visibilidade é participar em fóruns, blogues e redes sociais relacionados com o tema do seu site.
Se tiver tempo e algum jeito, pondere escrever artigos para publicar dentro ou fora do seu site.
Uma forma sempre eficaz, embora paga, é a criação de campanhas de publicidade online. O Google AdWords é o sistema mais popular em todo o mundo, e com preços bastante acessíveis. Se não estiver familiarizado com o sistema ou não tiver tempo, pondere contratar empresas especialistas, como a PWM, pois, para além de os seus anúncios serem eficazes desde o primeiro momento, o dinheiro que irá poupar nas campanhas compensa largamente os honorários que terá de lhes pagar.

Passo 15 – Controlo de qualidade

Teste assiduamente a sua loja online. Defina uma rotina de testes regulares, quer feitos pela sua equipa quer por pessoas estranhas à organização.
Lembre de que se trata dum sistema com muitos processos a correr, e a mínima falha tenderá muito provavelmente a levar o seu visitante a desistir da compra.
Peça a amigos ou familiares para tentarem detectar pontos fracos no modo de apresentação dos produtos, em possíveis informações omissas ou em problemas no checkout.

O seu visitante está sempre a um clique de distância dos seus concorrentes!

Ver o artigo original: Como fazer uma loja online em 15 passos (Nota: abrirá outra janela)